As doenças são criadas por nós

Para Louise L. Hay, todas as doenças que temos são criadas por nós. Somos 100% responsáveis por tudo que acontece no nosso organismo.

Segundo Louise, quando estamos empacados num certo ponto, significa que precisamos verificar que sentimentos estamos bloqueando. Vejam a lista elaborada pela psicóloga:

DOENÇAS / CAUSAS:

ADENÓIDES: Atritos e discussões familiares. Criança que percebe que não é bem-vinda, se sente um estorvo.
AMIGDALITE: Emoções reprimidas, criatividade sufocada.

ANEMIA: Medo da vida. Falta de alegria e de entusiasmo.
ANOREXIA: Ódio ao externo de si mesmo.

ANSIEDADE: Falta de confiança no fluxo e no processo da vida.
APENDICITE: Medo da vida. Bloqueio do fluxo do que é bom.
ARTERIOSCLEROSE: Resistência. Recusa em ver o bem.
ARTRITE: Crítica conservada por longo tempo.
ASMA: Sentimento contido, choro reprimido.
BRONQUITE: Ambiente família inflamado. Gritos, discussões.

BRUXISMO: Raiva, ressentimento. Desejo de vingança.

BURSITE: Raiva reprimida. Desejo de agredir alguém. Se direito é uma mulher se esquerdo, homem. Alguém no ambiente de trabalho.
CÂNCER: Magoa profunda, tristezas mantidas por muito tempo.

CELULITE: Raiva guardada. Auto punição.

CISTITE: Ansiedade. Pego as idéias. Medo de abandonar algo.
COLESTEROL: Medo de aceitar a alegria.

DENTES: Indecisão. Incapacidade de analisar e tomar decisões.
DERRAME: Resistência. Rejeição a vida.
DIABETES: Tristeza profunda.
DIARRÉIA: Medo, rejeição, fuga.
DOR DE CABEÇA: Autocrítica, falta de auto valorização.
DOR NOS JOELHOS: medo de recomeçar, medo de seguir em frente
ENXAQUECA: Medos sexuais. Raiva reprimida. Pessoa perfeccionista.
FIBROMAS: Alimentar mágoas causadas pelo parceiro.

FÍGADO: Lugar da raiva e das emoções reprimidas.
FRIGIDEZ: Medo. Negação do prazer.

 

GARGANTA: Incapacidade de se expressar. Raiva represada.
GASTRITE: Incerteza profunda. Sensação de condenação.

GORDURA: Geralmente representa o medo e indica necessidade de proteção.

GOTA: Necessidade de dominar. Impaciência, raiva.

GRIPE: Resposta a crenças e convicções negativas em massa. Medo. Pessoa presa a estatísticas.
HEMORROIDAS: Medo de prazos determinados. Raiva do passado.

HERPES LABIAL: Ânsia de maldizer. Palavras amargas não proferidas.

HIPERTENSÃO: Problema emocional existente por um longo tempo e ainda não resolvido.

Pressão baixa: Carência de afeto na infância. Derrotismo. “Não vai dar certo mesmo”.

HEPATITE: Raiva, ódio. Resistência a mudanças.

HIPERTIROIDISMO: Indignação por ter sido excluído de alguma coisa ou ignorado.

HIPOTIROIDISMO: Desistência. Sentimento de irremediável sufoco e opressão.

 

 

INFARTO: Varrendo para fora do coração a alegria e a espiritualidade por causa do dinheiro, prestígio, etc.

INFECÇÕES E FEBRE: Irritação, raiva, chateação. “Fico quente da raiva”.

INTESTINOS: Representam a assimilação, a absorção e a eliminação natural.

INCONTINÊNCIA URINÁRIA: Descarga emocional. Emoções controladas durantes anos.
INSONIA: Medo, culpa.

 

JOANETE : Falta de entusiasmo em relação às experiências da vida.

JOELHOS: Representam o orgulho e o ego. Qdo tem problemas neles, falta flexibilidade.
LABIRINTITE: Medo de não estar no controle.

LEUCEMIA: Destruição abrupta da inspiração. “Para quê?” De que adianta?

 

MAU HÁLITO: Pensamentos de raiva e vingança Remoendo.
MENINGITE: Tumulto interior. Falta de apoio.

MENOPAUSA (Distúrbios) : Medo de não ser mais desejada. Medo de envelhecer ou não aceita o novo ciclo da vida.

MENSTRUAÇÃO (Distúrbios): Raiva de si mesma. Rejeição a feminilidade. Ódio do corpo ou de ser mulher.

NÓDULOS: Ressentimento, frustração. Ego ferido.

PELE (ACNE): Individualidade ameaçada. Não aceitar a si mesmo.PÉS: Problemas no pé. Medo do futuro. De andar pra frente.
PNEUMONIA: Desespero. Cansaço da vida. Super proteção tbém causa doenças respiratórias.
PRESSÃO ALTA: Problema emocional duradouro não resolvido.
PRESSÃO BAIXA: Falta de amor em criança. Derrotismo.
PRISÃO DE VENTRE: Preso ao passado. Medo de não ter dinheiro suficiente.

PRÓSTATA: Representa a masculinidade. Problemas? Sua masculinidade ferida.
PULMÕES: Medo de absorver a vida.
QUISTOS: Alimentar mágoa. Falsa evolução.
RESFRIADOS: Confusão mental, desordem, mágoas. Muita coisa acontecendo ao mesmo tempo.
REUMATISMO: Sentir-se vitima. Falta de amor. Amargura.
RINITE ALÉRGICA: Congestão emocional. Culpa, crença em perseguição.
RINS: medo da crítica, do fracasso, desapontamento.

SANGUE: Representa a alegria fluindo livremente. Problemas: Falta de alegria e de entusiamo. Falta de circulação de idéias.
SINUSITE: Irritação com pessoa próxima.

SURDEZ: Rejeição, teimosia, isolamento. O que você não quer escutar? “ Não me amole”.

ZUMBIDO do ouvido: Recusa em ouvir Não escutar a voz interior. Teimosia.

TORCICOLO:Teimosia arraigada, inflexibilidade, rigidez.

TOSSE: Desejo de “latir” para o mundo: Olhem pra mim! Me ouçam!
TIROÍDE: Humilhação.
TUMORES: Alimentar mágoas. Acumular remorsos.
ÚLCERAS: Medo. Crença de não ser bom o bastante.

UNHAS: Representam proteção.  Encravada: Preocupação ou culpa em relação ao próprio direito de seguir adiante. Roer as unhas: Frustração. Consumindo a si próprio. Raiva do pai ou da mãe.
VARIZES: Desencorajamento. Sentir-se sobrecarregado.

VITILIGO: Sentimento de total deslocamento em relação a situações, pessoas, objetos. Sentimento de não fazer parte, de não pertencer a um grupo.

One Reply to “As doenças são criadas por nós”

  1. Sou médico há 46 anos, mas estou querendo conhecer o ser humano, que estudei apenas a periferia dele.Anatomia, fisiologia, doenças interação com remédios, etc.. O que me recomendam para conhecer esse desconhecido para mim?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.